quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Livros de metodologia científica


A pilha de livros acima é minha.

Explico: quando comecei a pensar sobre entrar no meio acadêmico decidi que precisava entender o que era ciência, sua importância, como fazer pesquisa, etc. Ou seja, fiquei com a ideia fixa de que tinha que começar estudando metodologia científica.

Assim, fui comprando um livro e outro, aproveitando algo desse e daquele e hoje fiquei surpresa ao reparar que juntei quase uma dúzia de publicações sobre o assunto. Tenho certeza de que este conjunto ainda vai crescer.

Para quem se interessa pelo assunto, seguem alguns breves comentários sobre o que já tenho na minha estante (em ordem de aquisição). Já adianto que só li um deles por inteiro e outros ainda nem usei:

  • Metodologia do Trabalho Científico (Antônio Joaquim Severino): foi através dele que conheci a tríade da Universidade - ensino, pesquisa e extensão. Tem uma seção interessante e útil sobre formatação de trabalhos nas normas ABNT;
  • Ferramentas para o pesquisador iniciante (Jocelyn Létourneau): é um guia de saberes práticos, mas acho que o mérito maior está em abordar aquilo que é incomum em outras obras - indica como analisar um mapa antigo, e como utilizar um documento autobiográfico, por exemplo. O capítulo que li, sobre elaboração de resenhas, foi bastante explicativo - deixou a impressão de que vai ser fácil utilizá-lo;
  • Metodologia Científica (Lino Rampazzo): pequeno e fino, achei que seria uma boa introdução ao assunto. No entanto, o texto conciso acabou me deixando com mais perguntas do que respostas;
  • Métodos de Pesquisa em Administração (Donald R. Cooper e Pamela S. Schindler): falei dele no blog quando o comprei. No entanto, mal o utilizei: ainda não estou madura o suficiente para o conteúdo que ele apresenta. Li apenas o capítulo que fala de elaboração de constructos na pesquisa. Pressinto que serei mais amiga dele nos próximos meses;
  • Como Elaborar Projetos de Pesquisa (Antonio Carlos Gil): para mim, a parte mais interessante foi a seção em que ele explica as diferenças entre um problema científico, de engenharia e de valor. Também traz boas referências acerca de diversos métodos de pesquisa;
  • Métodos de Pesquisa em Administração (Sylvia Constant Vergara): esta autora é presença constante nos trabalhos de Administração. Comprei por indicação de Fabiana e não me arrependi - nesta obra ela dá as etapas de vários métodos de pesquisa, inclusive sobre alguns bem recentes, como netnografia (ou etnografia digital);
  • Projeto de Pesquisa (John W. Creswell): este é um dos livros-texto da disciplina de Metodologia Científica do mestrado da UFPE. É o meu "queridinho". Gosto da forma como o autor consegue deixar a leitura fluida e explicar conceitos de forma clara. Enquanto escritores brasileiros salpicam "epistemologia" por todo o texto sem dar definições precisas, ele opta por utilizar o termo "concepção", ou seja, "um conjunto de crenças básicas que guiam a ação". Ele é defensor da escrita simples (em vez da prolixidade que impera no meio acadêmico), oferece conselhos práticos sobre a escolha do problema de pesquisa e se inspira em escritores literários para dar dicas de como escrever artigos. Fortemente recomendado;
  • A Arte de Pesquisar (Miriam Goldenberg): o texto parece um longo diálogo com a autora. Ela fala da história da pesquisa em Ciências Sociais, apresentando a Escola de Chicago e as divergências com as Ciências Naturais, aborda as dificuldades da pesquisa qualitativa e dá algumas orientações aos que estão começando na ciência. É uma leitura densa, mas não chega a ser cansativa (foi este que li por inteiro);
  • Pesquisa Qualitativa em Administração (Adriana Roseli Wünsch Takahashi, org.): é uma coletânea de artigos que abrangem desde a história da pesquisa qualitativa até questões de ética do pesquisador, passando por diversos métodos de pesquisa. Até agora explorei a parte I, que fala do surgimento das ciências sociais e os fundamentos da pesquisa qualitativa e o capítulo sobre Etnografia (coincidência: aqui há uma entrevista com um professor do PROPAD, Sérgio Benício). Como é uma coletânea, há capítulos bastante acessíveis para os iniciantes (like me!) e outros ainda obscuros;
  • Metodologia da Investigação Científica para Ciências Sociais Aplicadas (Gilberto de Andrade Martins e Carlos Renato Théophilo): para este se aplica o que falei sobre a obra de Cooper e Schinder - ainda está além do meu conhecimento. No entanto, aparenta trazer boas referências de estatística e formatação de trabalhos científicos.


Por enquanto, é só. À medida em que for explorando mais, atualizo os comentários =)




10 comentários:

  1. Super empolgada, muito bem! Vou pedir uns emprestado... kkkkk

    ResponderExcluir
  2. Nos atualiza das noividades, please!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Atualizando, Liane! =)
      Devagarinho, mas já já chega o relato destes últimos tempos...

      Um abraço!!!

      Rosa

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Rosa

    estou me vendo no seu primeiro parágrafo!Quero entrar para o meio academico e vou fazer mestrado..o que fazer?Por onde começar?você acha que estudo estes dois meses para a prova da Anpad em Fevereiro?Ou inicio com disciplinas isoladas primeiro e vou me preparando melhor para a próxima prova?Poderia me orientar...Agradeço desde já!
    Abs
    Junia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Junia!

      Que pergunta difícil...rsss...Mas acho que a esta altura você já deve ter decidido o que fazer =)

      Bom, a minha ideia foi economizar: só fiz a prova quando estava com um rendimento razoável nas provas anteriores. Mas esta foi a minha estratégia, outra pode se adaptar melhor para você.

      De qualquer maneira, boa sorte!!

      Muito sucesso! Que o ANPAD seja um ótimo primeiro passo ;-)

      Excluir
  5. Olá infelizmente minha decisão foi adiada em função dessa crise que bateu a minha porta deixando a marca do desemprego.Prioridades em primeiro plano, economia de grana e correndo atrás com um novo negócio no ramo de hotelaria.Quem sabe um dia realizo meu sonho académico e volto pra te contar!Você me inspirou muito!Parabéns pelas conquistas, você com certeza fez muito por merecer!
    Abraços e boa sorte sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Junia...sinto muito!

      Pior que esta crise afetou todo mundo mesmo: este ano foi um sufoco conseguir bolsa...
      Espero que os ventos logo melhorem e você retome seus planos. Foi bem o que aconteceu comigo: quase 8 anos depois do que queria, comecei...rsss... =)

      Um abraço! E boa sorte!!!

      Excluir
  6. Oi Rosa! a melhor parte da minha tarde no dia de hoje foi encontrar seu blog, parabéns! Eu ainda estou na graduação, mas a vontade de me aventurar em um mestrado no futuro é grande, e a vontade de fazer a diferença na vida das pessoas que me impulsiona nisso. Deixa eu te perguntar, a respeito da bibliografia que você citou acima, achei interessante o do Projeto de Pesquisa (John W. Creswell), inclusive pela escrita simples conforme você citou e por ser um dos primeiros que pretendo ler a respeito, posso comprar sem medo? rs obrigado por compartilhar suas experiências!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode, sim, Luciano!
      Vai na fé que não tem erro.
      Só lembrando que existem vários autores de Metodologia Científica, cada um com sua visão sobre o tema. Então você pode se deparar com gente dizendo o oposto dele.
      Mas acho que para ter uma base, um ponto de partida, o livro do Creswell é bem adequado.
      Detalhe que o autor é fã de métodos mistos...então boa parte do livro é dedicada a explicar o potencial dos estudos que mesclam elementos da pesquisa quantitativa e qualitativa.

      Um abraço!

      Excluir